Quem sou eu

Minha foto

Nascido em 15/06/1964, sou um dinossauro me aventurando em um mundo essencialmente de jovens.
No entanto, sou um homem moderno, light, portanto insosso e incapaz de sintetizar essa enorme massa de informação a que tenho acesso. 

Viajante do Google Street View.

Já perdi o que nunca tive.
Tenho saudades de um tempo em que nunca vivi.
Tenho saudades de lugares onde nunca estive.

Estou praticamente certo de que eu não sou daqui, ou estou deslocado no tempo ou no espaço, ou em ambos os dois.

Rádio Absolute 80´s

Separador

segunda-feira, outubro 31, 2011

I Am A Great Pretender.

 Quanta saudade de um tempo no qual eu não vivi (suspiro).

http://www.youtube.com/watch?v=Pzkszgjkj6Q

terça-feira, outubro 11, 2011

Sonhos do AJ - Episódio 01.

Essa noite eu tive um sonho de sonhador, maluco que sou, eu sonhei...


Na noite de 07/10/2011 eu sonhei que uma emissora de rádio (eu nem ao menos ouço rádio) lançou um concurso que consistia em descobrir em qual ano foi feita uma foto de algum lugar do Rio de Janeiro e que estava exposta no site da emissora.
Eu acessei o site, a foto, apliquei um zoom na mesma e passei a desloca-la para a esquerda buscando algo que desse indício de qual era o ano da foto.
Até ai nada de mais, mas de repente, e não mais que de repente, eu esta dentro da foto, percorrendo a rua e olhando atentamente os muros e paredes, e pensei: "Não é possível, até parece que prepararam tudo aqui para a foto, não há uma pichação, um panfleto colado, qualquer coisa com data. Esta tudo limpo".
Andei um pouco e atravessei a rua para salvar uma garotinha que andava de velocípede e ia ser esmagada por um portão de garagem.
Garotinha salva!
Voltei para o lado da rua em que eu estava e acabei derrubando uma de duas marmitex que estavam no alto de um muro.
Eu ia embora e deixar a marmitex ali sobre o degrau do portão de entrada, isso porque o muro era alto e eu não conseguia coloca-la de volta (como então eu a derrubei?) mas eu vi que vinham vindo dois alunos e eu tinha certeza que eles iriam vandalizar, então chamei um senhor alto para que este pusesse a marmitex de volta ao topo do muro.
Eu já havia desistido de descobrir o ano da foto quando percebi que na tampa de uma das marmitex havia uma data rabiscada. Pedi para aquele Sr. pega-la para que eu pudesse anotar.
Foi o que ele fez.
Mas a vida é uma caixinha de surpresa, quando eu ia chegar perto a ponto de conseguir ler a data... eu acordei.

Depois que acordei eu percebi que a foto não era de uma parte do Rio de Janeiro, mas sim de uma parte de Cuiabá/MT, mas precisamente da praça Maria Taquara.

Talvez você seja mais maluco do que eu, maluco a ponto de acreditar que sonhos tem significados, que sonho seja uma forma de comunicação com alguém ou algo, e queira "interpretar" este sonho.


Como eu poderia caminhar dentro de uma foto?
Coisa de maluco.
Por que eu acordei justo quando ia decifrar a "parada"?
Por que a solução pareceu possível justo quando eu já havia desistido?

Antes que você comece a tecer possibilidades, aqui vão alguns parâmetros para te ajudar:

o A foto - Eu gosto de fotografia, e ultimamente ando fotografando com o meu celular.
                  Ultimamente minha fixação é por nuvens (já foi por arvores solitárias em um campo verde, e antes disso, arvores mortas).
                  Embora falte qualidade nessas fotos, eu gosto de fotografar, e "sonho" em fazer fotos de qualidade;

o Caminhando na foto - Embora seja uma tecnologia relativamente antiga, eu só descobri o
                                       STREET VIEW em março deste ano, e até hoje fico fascinado com ela;

o Garotinha no velocípede - Dela eu não faço a menor ideia, mas do portão eu faço.
                                             Dias desses quase bati a cabeça em um portão de garagem, e desde então eu evito passar qdo há um portão levantado;
                                             Talvez meu cérebro tenha decidido me agradar, me fazendo de herói ao salvar uma garotinha.

o Marmitex - Trabalho longe de casa e meu almoço vem em marmitex. Boa comida, por sinal.
                       Embora marmitex seja uma coisa comum, faziam mais de nove anos que eu não comia
                       de mamitex;

o Alunos - São tantas a noticias sobre alunos que tomaram conta das escolas, alunos ditadores que estão
                   transformando a sala de aula no pior lugar do mundo;

o Altura - Provavelmente resquício de algum momento em que eu quis ser alto.

Não se iluda.
Sonhos não são mensagens do além nem de ninguém, são apenas construções do teu subconsciente.

Sonhos do AJ - Episódio 03

Sonhei que eu estava vindo não sei de onde e me  dirigia para a minha casa em um carro velho. Virei uma curva à esquerda, era descida. Não ...