Technology News Search

Quem sou eu

Minha foto

Nascido em 15/06/1964, sou um dinossauro me aventurando em um mundo essencialmente de jovens.
No entanto, sou um homem moderno, light, portanto insosso e incapaz de sintetizar essa enorme massa de informação a que tenho acesso. 

Viajante do Google Street View.

Já perdi o que nunca tive.
Tenho saudades de um tempo em que nunca vivi.
Tenho saudades de lugares onde nunca estive.

Estou praticamente certo de que eu não sou daqui, ou estou deslocado no tempo ou no espaço, ou em ambos os dois.

Melhores jovem pan

sexta-feira, fevereiro 17, 2017

Então, fui ao supermercado.

A mulher diz que fazer compra é uma terapia. Masoquista, só pode.
Fui ao supermercado e para mim isso é uma tortura.
Não obstante os preços que fazem o bolso doer, ainda tem a maldita música ambiente.
Eu fiz a compre às carreiras, e é claro que a compra ficou incompleta.

E o golpe de misericórdia foi no caixa, passei vinte ou trinta produtos e deixei mais de três centenas de reais.

quinta-feira, fevereiro 16, 2017

Matança em presídios de Manaus.

Ouço especialistas e não especialistas culparem com convicção a superlotação carcerária pela matança nos presídios de Manaus.
Eu, quando ouço noticias sobre as ações de torcidas organizadas, quando ouço noticia de "dimenó" matando a vítima mesmo quando esta lhe entrega o celular sem reagir, quando ouço noticia sobre um cara ter lançando um vazo sanitário na cabeça de outro cara por este torcer por um time de futebol que não é o time que aquele torce, quando ouço noticia sobre uma mulher ter incendiado a casa da companheira por ciúme e nesse incêndio a filha da companheira morrer carbonizada, eu digo "não!", o que motivou a matança naqueles presídios não foi a superlotação carcerária.


É uma prática nossa culpar sempre alguém ou algo pelos atos cometidos por um individuo, mas nunca esse indivíduo.
Culpamos os pais, a sociedade, o governo - agora a superlotação carcerária - e, em ultima instância, culpamos esta ou aquela divindade ou o seu arqui-rival (não deixando de fora os "espíritos" e "demônios").

quarta-feira, fevereiro 17, 2016

Tulipa.

Eu tenho um amigo virtual no G+ que me parece ter uma predileção por tulipas, pois ele volta e meia as oferta às suas admiradoras.
Então resolvi ver qual é a dessa planta e descobri que:

A Tulipa é um gênero de plantas angiospermas da família das Liliaceae e tem cerca de cem espécies.

Está planta consegue mostrar sua beleza exibindo uma flor solitária formada por seis pétalas.
As tulipas têm folhas que podem ser oblongas, ovais ou lanceoladas, do centro da quais surge uma haste ereta, com com a flor solitária.

Existem muitas variedades cultivadas e milhares de híbridos em diversas cores, tons matizados, pontas picotadas, etc.
Cores e formas são bem variadas.

Se você pretende cultivar esta planta, precisa observar que, embora as tulipas não se adaptem bem ao clima brasileiro, é possível induzir a planta a dar, pelo menos, mais uma floração, simulando as condições climáticas do seu habitat natural para estimular os bulbos a rebrotarem.

Para isso, ao adquirir um vaso de tulipas dê preferência aos que ainda estejam com as flores em botão, permitindo-lhe usufruir da beleza da flor por mais tempo. O vaso deverá ser conservado em um local fresco e com luminosidade, evitando-se os ventos e o sol forte. Alguns colocam algumas pedras de gelo sobre o substrato (mistura de terra) no vaso, pela manhã e ao entardecer, a fim de diminuir o excesso de calor.

É bom saber que:
O bulbo contém alcaloides termoestáveis e cristais de oxalato de cálcio.
Manipulados, libertam um pó que pode provocar conjuntivites, rinites e até crises de asma.



Por User:Dantadd - Obra do próprio, Domínio público, https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=713244


Fonte: Wikipedia

terça-feira, fevereiro 02, 2016

Oba, o carnaval chegou.

E isso significa que mais um ano se passou.
Isso significa que ganhei mais uma ano de vida?
Não, isso significa que fiquei um ano mais velho, que perdi um ano de vida.
Mas isso é outra coisa.

Com o advento do carnaval, é comum ouvirmos a frase "isso é coisa do diabo", então resolvi pesquisar qual a origem dessa festividade.

O link abaixo te levará a uma das possíveis origem.

http://mundoestranho.abril.com.br/materia/qual-e-a-origem-do-carnaval

Pronto, se você queria festejar e tinha medo de "arder no inferno", fique tranquilo, o carnaval agora é cristão.
Além do mais, você terá a quaresma inteira para "se redimir".

Bom carnaval.
Beba com moderação, e use camisinha.

terça-feira, janeiro 12, 2016

Réu primário.

O texto abaixo foi extraido do site "Portal do professor" e é creditado à Luis Fernando Veríssimo.

O BRASIL EXPLICADO EM GALINHAS



Pegaram o cara em flagrante roubando galinhas de um galinheiro e o levaram para a delegacia.
D - DelegadoL - Ladrão

D - Que vida mansa, heim, vagabundo? Roubando galinha para ter o que comer sem precisar trabalhar. Vai para a cadeia!
L - Não era para mim não. Era para vender.
D - Pior, venda de artigo roubado. Concorrência desleal com o comércio estabelecido. Sem-vergonha!
L - Mas eu vendia mais caro.
D - Mais caro?
L - Espalhei o boato que as galinhas do galinheiro eram bichadas e as minhas galinhas não. E que as do galinheiro botavam ovos brancos enquanto as minhas botavam ovos marrons.
D - Mas eram as mesmas galinhas, safado.
L - Os ovos das minhas eu pintava.
D - Que grande pilantra... (mas já havia um certo respeito no tom do delegado...).
D - Ainda bem que tu vai preso. Se o dono do galinheiro te pega...
L - Já me pegou. Fiz um acerto com ele. Me comprometi a não espalhar mais boato sobre as galinhas dele, e ele se comprometeu a aumentar os preços dos produtos dele para ficarem iguais aos meus. Convidamos outros donos de galinheiros a entrar no nosso esquema. Formamos um oligopólio. Ou, no caso, um ovigopólio...
D - E o que você faz com o lucro do seu negócio?
L - Especulo com dólar. Invisto alguma coisa no tráfico de drogas. Comprei alguns deputados. Dois ou três ministros. Consegui exclusividade no suprimento de galinhas e ovos para programas de alimentação do governo e superfaturo os preços.
O delegado mandou pedir um cafezinho para o preso e perguntou se a cadeira estava confortável, se ele não queria uma almofada. Depois perguntou:
D - Doutor, não me leve a mal, mas com tudo isso, o senhor não está milionário?
L - Trilionário. Sem contar o que eu sonego de Imposto de Renda e o que tenho depositado ilegalmente no exterior.
D - E, com tudo isso, o senhor continua roubando galinhas?
L - Às vezes. Sabe como é.
D - Não sei não, excelência. Me explique.
L - É que, em todas essas minhas atividades, eu sinto falta de uma coisa. O risco, entende? Daquela sensação de perigo, de estar fazendo uma coisa proibida, da iminência do castigo. Só roubando galinhas eu me sinto realmente um ladrão, e isso é excitante. Como agora fui preso, finalmente vou para a cadeia. É uma experiência nova.
D - O que é isso, excelência? O senhor não vai ser preso não.
L - Mas fui pego em flagrante pulando a cerca do galinheiro!
D - Sim. Mas primário, e com esses antecedentes...

Fonte: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=1707

sexta-feira, maio 15, 2015

Isso é desumano.

Sempre que ouvimos isso é porque alguém cometeu alguma atrocidade.

Dias desses eu ouvi essa frase ao passar por três senhoras que conversavam enquanto aguardavam um banco abrir.

Não sei sobre que ato elas estavam conversando.

No entanto, o humano é o ser que subjuga o da própria espécie em benefício próprio, é o que trama, trapaceia, faz intriga, semeia discórdia, enfim, prejudica outro para tirar proveito, ou simplesmente por sentir satisfação em fazê-lo.
O ser humano é o que mata o da própria espécie por n motivos, inclusive por prazer.
Todos nós sabemos, só não admitimos, que a única raça capaz de crueldade é a humana.

Sendo assim, o que quer que alguém tenha feito para arrancar dessa senhora tal frase, eu lhe digo que tal feito é puramente humano.

Uma foto de 1863 de Gordon, um escravo açoitado
distribuída no Norte durante a guerra de secessão no USA
Fonte: Wikipedia.org.